Top 10 das melhores pranchas de surf

O surf é para os seus praticantes muito mais que uma paixão, é uma forma de estar na vida. Para os surfistas não existe nada mais perfeito e harmonioso do que a química revelada entre o surfista, a sua prancha de surf e as ondas do mar. Contudo, para atingir esta imagem idílica, só o consegue se tiver a melhor prancha de surf do mercado.

Deixamos-lhe algumas sugestões:

1. Quicksilver: ST Comp Fish

A Quicksilver é uma marca que dispensa apresentações, é muito mais do que apenas uma empresa de vestuário de moda. É uma empresa com raízes profundas na história do surf, pois demonstra o estilo de vida exigente dos desportos ao ar livre que um praticante deve adoptar. A Quicksilver é uma marca global e continua a ser uma força pioneira para os amantes da modalidade do surf.

Existem modelos verdadeiramente extraordinários que reflectem toda a essência do surf. Podem ser destacadas as pranchas Softboards, como as Roxy, as ST Comp Fish (Longboard/Shortboard e Mini Malibu) e uma outra série de modelos desenvolvidos pelos shapers Brett Warner, Simon Anderson, Marks Phipps, Phil Grace, Mark Richards e Christiaan Bradley (talvez os mais procurados em todo o mundo), como: a TNT, Hippo, Super Twin, Interceptor, Plonka e Guetto Devil.

As pranchas desenvolvidas pela Quicksilver são ícones de toda a indústria e os seus modelos servem de inspiração a muitos shapers mundiais. A ST Comp Fish é disso um exemplo. A sua construção é fruto de 15 anos de experiência e estudo de mercado e utiliza os melhores materiais como um shell de fibra de vidro e resina de poliuretano. Apresenta um design único e garante diversão à grande para todos os surfistas.

2. Billabong: Keel Fish

A Billabong é uma outra marca que dispensa apresentações, pois é um símbolo mundial e sempre esteve associada ao espírito hangloose e surfista.

Gordon Merchant, o líder da marca, rodeado com algumas das melhores mentes do sector, tanto na Austrália como no estrangeiro, levou a Billabong ao número um do ranking. Contudo, o que sustenta o respeito que a empresa ostenta no mercado é o compromisso próximo com os seus praticantes e com as modalidades, daí, também, estar envolvida em muitas promoções e competições.

Distinguem-se vários modelos de pranchas de surf, tais como: as Shortboards/Longboards, Funboard; Pro Junior, Semi Gun; Twin Fish; Speculoos; Fang Fin; Hybrid Single e Keel Fish. Este último modelo, a prancha Keel Fish, obedece a um estilo muito retro. Tem um nariz pontiagudo e um fundo em “V”, o que permite uma maior navegação e um maior controlo nas mudanças de direcção. Está disponível nos tamanhos 5´6 a 6´6 e oferece um surf intuitivo, carregado de sentimento e uma adrenalina suplementar.

3. Insight Penn – KO

A Insight Penn é uma marca que se distingue das demais pela alta performance e agilidade que as suas pranchas apresentam. Os seus produtos são reconhecidos mundialmente e são desenhados para qualquer tipo de surf e surfista. Matt Penn e Kai Otton são os shapers de serviço e dedicam-se totalmente à causa, pois vivem para o surf.

Das linhas de criação destacam-se vários modelos, como: as pranchas KO; RPM; XLR; Premier; MP-7; T-Bird; Young Blood; Charger; M2; X-Wing; Viper; V-Twin e a Fiber Flex.

Em todos os modelos apresentados, existe uma certeza e um elo de ligação: a qualidade. Por exemplo, o modelo KO foi desenvolvido e melhorado com a participação de Kai Otton na WTC (Campeonato Mundial de Surf). O shaper vivenciou, em alta competição, as dificuldades que as pranchas ofereciam aos seus praticantes e isso permitiu a produção de uma prancha singular. O fundo ficou com uma dupla curvatura, o que permitia aumentar a velocidade e a direcção. O nariz frontal foi rebaixado para facilitar o manuseamento da prancha. E foram introduzidos novos pormenores técnicos, sob o signo dos melhores materiais do mercado, que aumentaram a capacidade de resposta da prancha, a sua resistência e, consequentemente, a performance dos seus atletas.

4. Al Merick & Channel Island: Dumpster Driver

Al Merick & Channel Island é uma marca internacional de destaque no que ao surf diz respeito. A junção destes pesos pesados, nomeadamente a Al Merick e a Channel Island, aconteceu no ano de 2006 e isso fez com que surgisse esta super marca de surf. De um lado os surfistas mais empenhados no ramo, que garantiam a experiência in loco, do outro a capacidade de produção. Tratou-se, de facto, de uma mistura explosiva e quem ficou a ganhar foi o surf. As pranchas que são apresentadas vêm incorporadas com os melhores materiais de fabrico, carregadas de inovação e originalidade e prontas a retirar o máximo desempenho de cada surfista.

Existem vários modelos, desde as Longboards/Shortboards, às Guns, passando pelas pranchas especiais, pelos modelos personalizáveis até aos novos modelos. Diversidade e qualidade são palavras comuns para descrever o trabalho da Al Merick & Channel Island.

O modelo Dumpster Driver foi uma das pranchas recentemente lançadas pela marca e nasceu para suprir uma lacuna de mercado. Para suportar um verão tórrido desenvolveu-se uma prancha com uma curvatura ampla e uma cauda enorme quadrada para permitir mergulhar sem sentir qualquer espécie de estorvo. Foi testada no WTC e teve um êxito estrondoso. São os pormenores que fazem toda a diferença num mercado concorrencial cada vez mais forte e o feedback da comunidade é garantia de sucesso para a marca.

5. Micas Shapes: Dragonfly

Micas Shapes é uma marca 100% portuguesa que se evidencia no mercado pela qualidade que as suas pranchas apresentam. Desde os finais dos anos 80 que esta marca dá cartas no panorama nacional e representa, de certa maneira, a evolução que a modalidade tem tido no nosso país.

Os modelos são diversificados e podem ser feitos à medida de cada utilizador. Destacam-se modelos como: Antifih; Dragonfly; Essential; Jimi Model; The Keeper, Big Game; The Grom; Go Fish, entre outros.

The Spoon é um modelo da Micas Shapes que está a par das novas tendências. Foi desenhado para que todos os surfistas profissionais pudessem ter um melhor desempenho em ondas pequenas e moles. Oferece mais velocidade e permite a realização de manobras apertadas, com curvas perfeitas e tudo muito próximo da espuma. Tem uma tail Diamond ou squash, um fundo concave e disponível entre 5´4 e 6´7. É uma alternativa válida que garante muita diversão e é ideal para as nossas praias.

6. Koala: Fish Quad 

 Existem vários shapes (modelos) que definem o aspecto de uma prancha de surf, independentemente das medidas que apresentam. Podem optar pela prancha Standard, Longboard, Mini Malibu, Evolutivas e as Gun.

A Koala Fish Quad é uma prancha de surf para uma utilização específica, designadamente, para ondas pequenas ou médias. Este modelo foi desenvolvido para os tamanhos 6´2´´ 20.5´´ 2.36´´.

A sua cauda é em swallow, o que permite uma maior quebra de linha, logo, uma melhor navegação. Funciona como se a prancha tivesse um duplo pintail e uma dupla direcção que obriga a manobras largas e abertas, necessitando de muito volume de água para realizar as trocas de Rail. Apresenta quatro quilhas na água (Quads) tornando mais seguro o surf sobre ondas fortes. Como as quilhas estão junto ao Rail a prancha torna-se rápida, contudo, é extremamente reactiva, quer isso dizer que ao mínimo deslize o surfista vai à água.

A Koala Fish Quad é a prancha ideal para a realização de manobras de difícil execução, por isso, destina-se a todos os surfistas ágeis que praticam um estilo Freestyle.

7. Red Eyes: Big Eyes

A Red Eyes é considerada uma das melhores marcas de pranchas de surf no mercado, não só pela qualidade dos seus produtos, mas também pela atenção dispensada ao pormenor.

Uma das pessoas que mais contribui para essa imagem é o criativo shaper Josafá Fernandes, que faz pranchas que são autênticas obras de arte.

Os praticantes da modalidade podem escolher entre uma Shortboard/Longboard de competição leve e resistente em poliester (ou epoxy) até uma Gun muito complexa e elaborada.

As características principais, e segundo as quais a marca se destaca no mercado, são a leveza das suas pranchas, os materiais de qualidade que as mesmas possuem e a exploração ao mais ínfimo detalhe com o objectivo de fazer uma prancha perfeita.

8. SPO: Lightning Seed

A SPO (Shaping Professional Organization), Organização de Shapers Profissionais, é uma cooperativa de shapers que produz pranchas de surf de alta qualidade e de várias marcas.

A SPO tem o sistema informático de pré-shape DSD (Digital Surf Design), segundo o qual o shaper tem o seu próprio programa de computador, onde desenha os seus shapes na presença do cliente.

Esta empresa apresenta uma variedade de preços e produz outras marcas. Num mercado cada vez mais concorrente, a cultura de marca viaja acompanhando as novas tendências. Podem-se destacar vários modelos, porém, no cômputo geral, as pranchas são velozes e idealizadas para a feitura de manobras eléctricas.

As pranchas SPO são perfeitas para aéreos e snaps, como a Squash Lightning Speed. É uma variação da popularizada “fish” mas com squash tail.

A 5´8 Squash Lightning Speed é uma prancha com uma superfície ampla para apanhar a onda e com volume para manter a velocidade em onda fraca. Por isso, é a prancha ideal para principiantes ou para qualquer surfista que procura uma alternativa para onda pequena.

A SPO orgulha-se em dizer que faz as pranchas de surf ideais para a nova geração de futuros campeões de surf.

9. Phynix:  Performer Ultra

As pranchas Phynix criaram uma linha muito completa de pranchas de surf que atendem a todos os tipos de condições de ondas e a diversos níveis de surf. A sua construção incorpora materiais de primeira classe e o objectivo centra-se na satisfação particular de cada cliente, isto é, personalização da prancha de surf, pois, não existem dois surfistas iguais.

Na sua linha de colecção, encontra vários modelos: a Performer, a Profiler, a Performer Ultra, a Fly Fish, a Surf Slide, a Super Gold, a Semi Gun, a Ultra Gun, a West Coast/Longboard e a Retro Fish.

A performer Ultra é apenas um exemplo da mais recente investigação em ondas pequenas e médias. Tem uma espessura normal, com tamanho de 6 "0" a 6 "4" e o trilho frontal é macio e complacente. Oferece uma velocidade estonteante ao seu praticante quando desliza pela onda, tem traços firmes e garante a facilidade na realização de manobras acrobáticas.

10. Boardculture: 70’s Revival

As pranchas de surf produzidas pela Boardculture têm como objectivo último a realização do sonho de qualquer surfista, isto é, a produção da tábua mágica. A marca assume este compromisso, pois catalogam as suas pranchas como reflexo da forma de estar na vida de um surfista. Assume no mercado o posicionamento de surfista para surfista.

Comercializam vários modelos: Ondas Pequenas; Ondas Médias; Guns; Malibus; Evolutions; Longboards; 70’s Revival e Protótipos.

Um modelo histórico que é apresentado é o 70’s revival, uma razão que levou a marca a mostrar as origens. É uma prancha construída de acordo com os modelos do “antigamente” e premeiam todos os que passaram pela década de 70. Por outro lado, para quem não desfrutou desta época, pode conjugar o surf moderno inspirado num modelo antigo com todo o material de ponta. Oferece um surf com feeling, atitude e super divertido.

Em jeito de conclusão, nos dias de hoje, as marcas apresentam poucas diferenças entre si e cada surfista adapta-se melhor a uma marca ou a um shape consoante o seu tipo de surf. Ressalva-se a modalidade e a adrenalina de praticar um dos desportos mais excitantes de todo o mundo.

A sua votação: 
Average: 4 (23 votos)