Como é que se pode surfar depois dos 65

O momento mais difícil na vida de um surfista não é surfar uma onda gigante de 30 metros, mas sim decidir qual é o momento mais apropriado para pendurar a sua prancha de surf e deixar a modalidade para sempre. A idade e o envelhecimento do corpo são fatores muito importantes que condicionam a prática deste desporto de aventura. No entanto, muitos surfistas, de forma consciente, recusam-se a abandonar as ondas e a verdade é que continuam a surfar como verdadeiros profissionais. Saiba como é que se pode surfar depois dos 65 e mantenha o seu espírito sempre jovem e radical.

Surf vs. Idade

O surf é uma atividade desportiva que pode ser exercida por qualquer pessoa, independentemente da sua idade, status social e habilitações literárias. Contudo, para ser praticado em segurança, é necessário que o surfista esteja sempre em boas condições físicas e psicológicas para a realização das mais variadas habilidades em cima de uma prancha de surf. Infelizmente, para muitos surfistas, o dia em que têm de deixar a modalidade chega por inúmeras razões diferentes, tais como: 

  • Falta de tempo
  • Constituição de família
  • Um emprego muito exigente
  • Mudança para uma cidade sem costa marítima
  • Uma lesão ou ferimentos graves
  • Problemas de saúde
  • Idade avançada

Estes motivos explicam porque é que as pessoas deixam de surfar, mas isso não quer dizer necessariamente que os surfistas que se encontrem nestas condições tenham de o fazer. Por exemplo, o envelhecimento do corpo faz com que seja mais difícil para o surfista sénior manter o equilíbrio em cima de uma prancha de surf e isso pode colocar a sua vida em perigo. É preciso avaliar e ponderar todas as situações, pois a longevidade de um surfista pode ser muito limitada, dado que o corpo deixa de responder a determinados estímulos, enfraquecendo a sua resistência física, coordenação de movimentos e equilíbrio. No entanto, existem pessoas que, graças à sua determinação, não conseguem abandonar este desporto de aventura por nada deste mundo, pois acreditam mesmo que o lugar dos surfistas é dentro de água, no mar, em cima das ondas.

Como surfar depois dos 65

De uma forma geral, os surfistas são pessoas que pertencem ao mar e não conseguem ficar muito tempo afastados dele. No entanto, para surfar depois dos 65 anos de idade e para o fazer com a máxima segurança, é preciso cumprir com os 5 passos seguintes:

1. Ter bom senso

Todos os surfistas, independentemente do seu grau de “loucura”, devem ter bom senso no momento de se lançarem à água, principalmente os mais idosos que, normalmente, são os que têm mais limitações. Eles não devem praticar surf quando o mar está mais bravo, pois a fúria das ondas poderá ser fatal.

2. Confiar nos sentidos

Para praticar surf depois dos 65 anos de idade, é preciso confiar na sua experiência de surfista e nas capacidades que foram aperfeiçoadas ao longo dos anos. Um surfista sénior consegue avaliar o estado do mar como ninguém e deve continuar a confiar nos seus sentidos para se divertir ao máximo em cima de uma prancha de surf. Por exemplo, muitos surfistas têm dificuldade em colocarem-se de pé em cima de uma prancha de surf, mas isso não significa que eles não possam surfar apenas com os joelhos.

3. Fazer exercício físico

Um dos aspetos essenciais para conseguir surfar depois dos 65 anos de idade está relacionado com a prática diária de exercício físico. Existem vários exercícios físicos que os surfistas podem realizar, no entanto, os mais apropriados são aqueles que trabalham a resistência e a flexibilidade do corpo. Também é aconselhável que os surfistas exercitem a força braçal para conseguirem remar na perseguição das melhores ondas. Desta forma, os surfistas seniores deverão desenvolver muitos passatempos ativos para se manterem dinâmicos e em forma.

4. Realizar uma dieta saudável e equilibrada

Para que os surfistas seniores tenham um bom desempenho no mar, é necessário seguirem uma dieta saudável e equilibrada. Ao desenvolverem uma boa alimentação, conseguirão ser mais saudáveis e terão a energia suficiente para superar todas as adversidades. A dieta a ser seguida não deve conter açúcares e deve ser baixa em gorduras.

5. Aprender a cada dia que passa

Por muita sabedoria e experiência que um surfista tenha em cima de uma prancha de surf, ele não sabe tudo e todos os dias pode aprender coisas novas. Essa aprendizagem pode ser feita através de várias formas diferentes, como quando se está a ensinar alguém a surfar, a assistir a algum campeonato de surf na televisão ou a experimentar novas técnicas de surf. O segredo passa por ter uma mentalidade aberta, estar em constante movimento e acreditar que nunca é tarde demais para aprender.

Apesar de exigir alguns cuidados adicionais, surfar depois dos 65 anos de vida é uma atividade perfeitamente normal e salutar que qualquer pessoa pode ter. No entanto, também depende do espírito, da paixão pela modalidade e da força de vontade de cada um.

A sua votação: 
Average: 3.5 (4 votos)