Como ensinar a sua cara-metade a surfar

Ensinar a sua cara-metade a surfar pode ser uma das atividades mais entusiasmantes que pode incluir no seu relacionamento. Por outro lado, também pode ser algo menos divertido se for mal planeado. Saiba como ensinar a sua cara-metade a surfar e extraia  toda a energia do mar e das ondas para a sua relação.

A dificuldade de ensinar algo a alguém próximo

O ato de ensinar algo a alguém que nos é próximo, como por exemplo a(o) namorada(o), esposa ou marido, pode ser muito difícil porque, na maioria das vezes, as pessoas não estão suficientemente concentradas para fazer o que lhes é pedido ou não se empenham a sério na realização de qualquer tipo de exercício físico. No entanto, se ambos levarem o desafio à letra, podem-se aprender coisas extraordinárias, como surfar.

Como o fazer?

Para ensinar a sua cara-metade a surfar e manter a relação intacta, é necessário seguir os 7 passos seguintes:

1. Saber no que se está a envolver

Antes de perguntar à sua cara-metade se ela quer aprender a surfar, deve certificar-se que conhece todos os pormenores que caracterizam este desporto de aventura e se ele vai ou não encaixar bem na vossa relação. Se tudo correr conforme o planeado, e se ambos gostarem de praticar surf, você ganha a confiança da sua companheira(o) para a realização de novos programas e/ou aventuras. Por outro lado, deve ter em atenção que também poderá perder todo o seu crédito, comprometendo as hipóteses futuras de fazer novas atividades a dois.

2. Ter a noção que as coisas vão ser difíceis no início

No início, as dificuldades serão enormes e a sensação de não conseguir fazer nada direito vai deixar as pessoas muito insatisfeitas e irritadas. A sua cara-metade terá tendência para descarregar em si, uma vez que foi você quem teve a ideia, e isso poderá conduzir ao desânimo total. Não permita que o desalento chegue a este ponto, pois, é natural que nas primeiras vezes os surfistas principiantes estejam fora do alinhamento mais adequado.

3. Adquirir o equipamento mais adequado

Para ensinar a sua cara-metade a surfar em segurança, é necessário adquirir o equipamento mais apropriado. Existem vários tipos de pranchas de surf disponíveis no mercado mas, para os principiantes, as pranchas de surf de tamanho 9´0 são as mais indicadas. O fato de mergulho é também um dos acessórios mais importantes para a prática do surf, uma vez que protege o surfista do frio da água e do impacto das ondas. No início, a sua cara-metade poder-se-á sentir pressionada e presa em termos de movimentos, mas  essa é uma sensação que vai desaparecendo com a prática e com os treinos.

4. Saber controlar as expectativas iniciais

Para surfar de uma forma natural, é necessário percorrer um longo caminho. Nenhum desportista se colocou em cima de uma prancha de surf, bodyboard ou de windsurf e dominou todas as ondas que lhe apareciam à frente. É fundamental começar com tranquilidade, saber controlar as expetativas iniciais e treinar muito para melhorar a qualidade do surf apresentado. Para surfar corretamente, é preciso estar bem, física e psicologicamente, e estar feliz em cima da prancha, pois esta é a melhor forma de praticar surf naturalmente.

5. Encontrar um pico vazio no areal

Antes de se lançar ao mar, é preferível treinar primeiro em terra. Assim sendo, é aconselhável que encontre um pico vazio no areal para ensinar a sua cara-metade a equilibrar-se e a por-se em cima de uma prancha de surf. Na areia, a intimidação e o medo de errar são menores e é por isso que este é um dos melhores treinos para todos os surfistas principiantes. Tenha em consideração que as primeiras lições de surf poderão não ser dadas dentro de água, dado que a sua cara-metade poderá não estar preparada para sair da sua zona de conforto.

6. Dar instruções básicas e diretas ao ponto

Ao ensinar a sua cara-metade a surfar, as suas instruções devem ser o mais básicas e diretas possível. Deve mostrar-lhe, de uma forma prática, onde se deve colocar na prancha de surf depois de se levantar (no meio da prancha), a forma como deve posicionar os pés e dobrar os joelhos e para onde deve direcionar o olhar. Depois, terá de trabalhar o equilíbrio em cima da prancha, a flexibilidade do corpo e precisará de ter paciência para esperar pela onda certa.

7. Treinar, treinar e treinar

Para ser um bom surfista e desportista é preciso estar sempre numa ótima condição física e psicológica e treinar muito. Quanto mais tempo praticar em cima de uma prancha de surf, melhor será a qualidade, a técnica e o estilo do seu surf e isso será algo que o vai aproximar ainda mais da sua cara-metade.

A sua votação: 
Average: 3 (1 vote)